Anjos

Seguir as Novidades:

O que são Anjos?

Por

Os Anjos estão presentes na cultura das mais antigas civilizações e em muitas religiões pelo mundo. Em geral, são descritos como intermediários entre um plano superior e a Terra, trazendo mensagens e ajudando a humanidade. A palavra Anjo vem do grego ángelos, pelo latim angelu e significa mensageiro.

Anjos. Ilustração: Lúcia Bischoff.

A imagem dos Anjos é uma criação do homem, pois segundo os relatos, eles não têm corpo físico (são formados de pura energia). Os Anjos podem assumir a imagem que lhes convir (qualquer idade, sexo, ou outra forma). São geralmente representados com asas, que representam a rapidez de locomoção e leveza; com uma auréola em volta da cabeça, que representa sua natureza divina; algumas vezes com mais de 1 par de asas de acordo com a posição na hierarquia; outras vezes como uma criança, por terem inocência e virtude. O tipo físico muda conforme o que é idealizado em cada época. A representação de seres divinos com asas é usada desde a civilização Suméria, que é a civilização mais antiga que temos vestígios.

O Anjos são um símbolo de tudo o que é puro e bom, por isso também podemos usar a palavra Anjo quando estamos falando de crianças, animais, pessoas boas ou de alguém que amamos muito.

Segundo a maioria das tradições, os Anjos são criaturas sem egoísmo, com grande capacidade de amar e com alto grau de conhecimento. Estão acima da raça humana na hierarquia universal. Têm influência sobre todo o plano orgânico e elemental. Devido a esta influência, os anjos têm, como uma das suas missões, ajudar a humanidade em seu processo de evolução. Também são considerados Anjos os espíritos desencarnados que ajudam as pessoas.

Durante a idade média, foram propostas várias classificações de Anjos. A mais popular, a hierarquia cristã, se originou do tratado “De Coelesti Hierarchia” de Dionísio o Areopagita (teólogo e filósofo), que foi feita a partir de passagens da bíblia (EFÉSIOS 1: 21 e COLOSSENSES 1:16).

Segundo o tratado “De Coelesti Hierarchia”, os Anjos são divididos em 3 hierarquias de 3 coros cada uma, que em ordem crescente de grau de evolução e funções são: Anjos, Arcanjos, Tronos, Dominações, Principados, Potestades, Virtudes, Querubins e Serafins.

Chinelos com Anjos da Fiorucci

Categoria(s): Anjos Dia a Dia
Seguir as Novidades:

A marca Italiana Fiorucci, em parceria com a Amazonas Sandals, lançou estes 2 modelos de chinelos, muitos lindos e com Anjos, para a coleção Primavera/Verão deste ano.

Chinelo Fiorucci e caixa também decorada com Anjos. Foto: Lúcia Bischoff.
Chinelo Fiorucci e caixa também decorada com Anjos.
Chinelo com sola azul e alças cor-de-rosa. Foto: Lúcia Bischoff.
Chinelo com sola azul e alças cor-de-rosa.
Chinelo com sola laranja e alças amarelo neon. Foto: Lúcia Bischoff.
Chinelo com sola laranja e alças amarelo neon.

A marca já foi muito famosa aqui no Brasil, mas ficou desaparecida nos últimos anos, apenas vendendo alguns produtos de perfumaria. Agora os produtos voltaram a aparecer nas prateleiras das lojas e com muito mais cores.

Sempre gostei muito da marca, desde a adolescência, quando ainda existia a loja Mesbla, que era uma das principais vendedoras da marca. Os produtos eram cheios de Anjinhos, um mais lindo que o outro. Revirando minhas coisas até encontrei uma etiqueta antiga da marca em uma Agenda, com os mesmos Anjos dos chinelos. :-D

Etiqueta Antiga da marca Fiorucci. Foto: Lúcia Bischoff.
Etiqueta Antiga da marca Fiorucci.

Achei os chinelos no site da Passarela, mas você pode encontrar em outras lojas multimarcas também.

comentários

Dica de Leitura: Amor de Anjo (Turma da Mônica Jovem – Nº 46)

Categoria(s): Anjos Livros
Seguir as Novidades:
Capa Turma da Mônica Jovem - Nº 46. Foto: Lúcia Bischoff.

Ainda não tinha lido nenhuma revista da coleção da Turma da Mônica Jovem, mas visitando a Livraria Saraiva, encontrei esta com uma história com o Ângelo (a versão crescida do Anjinho), na sessão livros de quadrinhos.

Comprei a minha por R$ 7,50. A capa é colorida, em um papel mais grosso, com proteção plástica e o interior é de papel jornal preto e branco.

Adoro o Anjinho e gostei muito da versão mangá dele. A qualidade dos desenhos é realmente muito boa e ficou bonito mesmo sendo em preto e branco.

Na história, Ângelo encontra uma jovem misteriosa que perdeu a memória, além de estar muito fraca e machucada. Para ajudá-la, ele pede a ajuda da turma. Além da história criativa, o leitor ainda pode aprender ecologia, solidariedade e sensibilidade. Adorei a história e fiquei com vontade de ler as outras revistas da Turma da Mônica Jovem, espero que façam mais números com o Ângelo.

É uma publicação da editora Panini Comics, aconselhável para maiores de 10 anos e com 132 páginas.


Você pode gostar também de: Dicas de Livros: Anjinho da Turma da Mônica
comentários

A História do Cupido

Categoria(s): Anjos
Seguir as Novidades:

A história do Cupido descende do mito grego de Eros, que se tornou popular através da obra do poeta grego Hesíodo, no séc. VIII a.C.. Hesíodo o descreveu como a energia cósmica de atração, que explica a união de todos os seres.

Eros fez parte do trabalho e estudo de muitos filósofos e poetas, sua imagem e aspecto foram evoluindo com isso. Sua origem varia de acordo com a versão da história, começou sendo descrito como uma força criada a partir do Caos, mais tarde, foi descrito como filho de um Deus com uma mortal, fecundado no dia de nascimento de Afrodite (Vênus), em outras versões, ele é filho da Deusa Afrodite.

Na arte, Eros começou sendo retratado em pedras, sem muitos detalhes, mais tarde, sua imagem evoluiu para a de um adolescente ou criança (simbolizando sua personalidade travessa), com asas (simbolizando sua rapidez), virando o Cupido da versão romana.

Cupido. Ilustração: Lúcia Bischoff.

Eros e Psiquê

No séc. II d.C., o escritor e filósofo romano Apuleio, cria a história de Eros e Psiquê. Nesta versão, Eros é filho da Deusa Afrodite, que enciumada com a beleza de Psiquê, uma princesa mortal, pede que ele use uma de suas flechas para fazer Psiquê se apaixonar pela criatura mais desprezível do mundo. Quando Eros vai cumprir as ordens de sua mãe, se apaixona por Psiquê e a torna inatingível aos amores terrenos.

Quando as 2 irmãs de Psiquê se casam e ela permanece só, seus pais começam a se preocupar com a ira divina e vão consultar o Oráculo de Apolo. O Oráculo os ordena a levar Psiquê a uma colina, onde seria levada por uma terrível criatura e que esta a faria sua mulher. Seus pais, apesar de desesperados com a notícia, nada podiam fazer se não cumprir as ordens do Oráculo. Psiquê foi deixada no alto da colina, onde adormeceu esperando seu terrível destino. A pedido de Eros, Zéfiro, o vento do Oeste, leva Psiquê a salvo, que acorda em um lindo castelo. Para não assustar Psiquê com suas asas, Eros aparece apenas à noite, protegido pela escuridão. Apesar de Psiquê aguardar um terrível monstro, as palavras apaixonadas e carinho de Eros, fazem seu medo desaparecer. Mesmo sem poder ver a aparência de Eros, a princesa lhe dedica seu amor, vivendo feliz ao seu lado.

Um dia, Psiquê, comovida com a tristeza de suas irmãs, que achavam que ela era infeliz e estava na companhia de um monstro, pede a Eros que elas possam visitar o castelo. Quando suas irmãs chegam ao castelo, logo a tristeza é substituída por inveja. Aos poucos, elas a fazem desconfiar de Eros, que só poderia ser um terrível monstro, já que ela nunca havia visto seu rosto. Ela é aconselhada a preparar uma lâmpada e uma faca. Se ele fosse um monstro, deveria matá-lo. Quando chega a noite, Eros retorna e quando adormece, as dúvidas perseguem Psiquê, que decide iluminar o rosto de Eros com uma lâmpada. Psiquê se surpreende ao encontrar não um monstro, mas a mais bela criatura. Sem querer, ela derruba uma gota de óleo no ombro de Eros, que acorda. Eros se enche de tristeza e desaparece dizendo que o amor não pode viver sem confiança.

Psiquê, arrependida por desconfiar de Eros, percorre o mundo em busca de seu amor perdido, até chegar a Afrodite, que lhe impõe uma série de provas impossíveis em troca de seu filho. Psiquê consegue executar a maioria das provas, recebendo a ajuda de muitos se comoveram com seu sofrimento. Sua última prova, era trazer uma caixa contendo um pouco da beleza de Pérsefone, a rainha dos infernos. Temendo que as provas poderiam tê-la tornado feia e que não fosse mais atraente a Eros, ela cai na tentação e abre a caixa, esperando recuperar a beleza perdida. Ela não encontra nada na caixa, mas cai adormecida, banhada pela beleza da morte.

Recuperado de sua ferida no braço e conseguindo escapar da vigília de sua mãe, Eros vai em busca de Psiquê e a encontra adormecida. Com a ponta de uma de suas flechas, Eros desperta Psiquê. Eles se casam e Psiquê se torna imortal. Nada mais podia fazer Afrodite.


Você pode gostar também de: Dicas de Livros: Anjinho da Turma da Mônica
comentários

Dicas de Livros: Anjinho da Turma da Mônica

Categoria(s): Anjos Livros
Seguir as Novidades:

Para quem é fã do Anjinho da Turma da Mônica, aqui vai a dica de 2 livros com ele. Os dois têm textos curtos, mas com lindas ilustrações, por isso são ideais para crianças que estão aprendendo a ler ou então para quem gosta de ilustrações.

1) Turma da Mônica em João e o Pé de Feijão (Editora Girassol)

Este lindo livrinho infantil conta a história do João e Pé de Feijão, onde o anjinho faz o papel de João. Com 6 páginas ilustradas, no formato 18cm x 18cm.

2) Oi, Eu Sou o Anjinho (Editora Mauricio de Sousa – Distribuição Cedic)

Este livro mostra o dia-a-dia do Anjinho, tem 8 páginas ilustradas, em um material bem reforçado e parece ser bem durável. No formato de 16,5cm de largura por 23cm de altura.

Livros do Anjinho da Turma da Mônica - Foto: Anjos Net

Você pode gostar também de: A História do Cupido
comentários